quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

ABRIGO

 ABRIGO

Procuro um abrigo
Dentro de mim
Seguro, calorento
Carinhoso
Onde não perca o caminho
A direção
Dos teus braços fortes acolhedores
Para voarmos baixinho nas águas
E banhar-nos no néctar das flores
Chegar a casa
E ver as pétalas das rosas
No chão por todo o nosso refúgio.

MariaIsabelMoraisRF