domingo, 9 de fevereiro de 2014

LOUCURA POÉTICA

LOUCURA POÉTICA

A loucura de um poeta é muitas
Vezes feita de avareza e luxúria
Em cada palavra grita, grita, grita.

Grito ousado em cada palavra escrita
Incapaz de silenciar a dor das palavras
Escritas no papel da sua alma.

Alma negra de sofrimento, de emoção
Da sua inspiração poética e dolorosa
O corpo reage e morre sem brilho, sem luz.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca