sábado, 10 de maio de 2014

DESCALÇA

 DESCALÇA

........Ando pelo espuma do mar
Descalça na areia branca da praia.
............Deixem-me viver, viver livre
Não imponhas regras, condições
Não questiones-me as minhas decisões, suposições
Quero viver cada dia como se fosse o primeiro
Mas também vivê-lo como se fosse o último
Não imponhas conselhos, opiniões, sermões
Sou como as ondas do mar, como o vento, a tempestade
...........A brisa do deserto, o raio do sol
Como a tempestade, o lobo que uiva no grito do vento.
Não tentes limitar os meus passos, pará de me aprisionar.
Com coisas que me deixam deprimida, só quero ser livre
Como uma águia, deixem-me viver, viver livre contigo.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca