sábado, 14 de junho de 2014

"HISTÓRIA DE AMOR"

 "HISTÓRIA DE AMOR"

Vivemos uma história de amor
Onde os cães ladram e a caravana passa
Eu não gosto e nem preciso importar-me
Com o que os outros pensam a meu respeito
Nem de responder a quem ofende-me
Estranho este nosso desencontro, que acabou, sem começar.
As feridas embora estejam fechadas....cicatrizadas
Podem sangrar.....sem serem vistas.
O homem que eu amo é a parte
A parte de mim mais bonita e talvez a mais poética.
Embriagou-me com o seu beijo
Com um vinho doce numa taça alegre e deslumbrante.
Tentado imaginar tantos segredos
Tantos sussurros na madrugada quente, como o nosso coração.
Senti a maciez dos teus dedos na minha pele, pele arrepiada
Cheia de desejo nesta manhã.
Orvalhada de esperança, de sonhos simples, de brincadeiras
Somos um casal bem apaixonado.
Sempre abraçados, agarrados à loucura
No nosso, só nosso quarto feito de sonhos e fantasias.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca